Alsace et Bastille

Alsace & Bastille - Conseil en Stratégie. Paris, Estoril
-Consultancy in Real Estate, Celebrity aviation, railway business, Consultancy in Export Strategy; E-mail: or to Twitter adress Vitor Pissarro @VitorPissarro

segunda-feira, 31 de março de 2014


Beyoncé mostra Sintra aos fãs de todo o mundo

por S.R.Ontem7 comentários
Beyoncé terminou a digressão 'Mrs. Carter Show World Tour' em Lisboa.
Beyoncé terminou a digressão 'Mrs. Carter Show World Tour' em Lisboa. Fotografia © Instagram
A cantora norte-americana aproveitou a passagem por Portugal para passear pela romântica vila de Sintra. A diva da pop partilhou com os fãs nas redes sociais uma fotografia no local.
Depois dos dois espectáculos que protagonizou, esta quarta e quinta-feira, no Meo Arena, em Lisboa, Beyoncé aproveitou para visitar o país. A cantora esteve a passear por Sintra e partilhou, nas redes sociais, fotografias da própria no local.

quinta-feira, 27 de março de 2014

quinta-feira, 20 de março de 2014

Estamos a descolar....


Aeroporto do Porto é o primeiro da Europa

por Texto da Lusa, publicado por Lina SantosHoje11 comentários
O aeroporto do Porto ocupa a quinta posição entre os 153 analisados num inquérito da DECO, enquanto ao nível das companhias aéreas a TAP surge no 32.º lugar e a SATA no 44.º numa lista de 76 transportadoras.

O inquérito hoje divulgado, que será publicado na edição de abril da PROTESTE, a revista da associação de defesa do consumidor, analisou 153 aeroportos ao nível da satisfação dos passageiros, dos quais seis em Portugal (Porto, Lisboa, Funchal, Ponta Delgada, Faro e Porto Santo).
"Os mais apreciados são aeroportos com grande volume de tráfego e que se situam no continente asiático: Singapura, Hong Kong (China), Tóquio (Japão) e Dubai (Emirados Árabes Unidos)", surgindo na quinta posição o Sá Carneiro, no Porto, mas ocupando a primeira posição entre os europeus.
Lisboa surge na 24.ª posição, com os inquiridos a mostrarem-se satisfeitos "com os ecrãs, os transportes e os lugares nas zonas comuns", sendo o tempo necessário para chegar à porta de embarque o critério que menos satisfaz.
Seguem-se os aeroportos do Funchal (54.ª posição), de Ponta Delgada (67.ª), de Faro (70.ª) e de Porto Santo (132.ª).
Entre as 76 companhias aéreas para as quais a DECO obteve resultados, a TAP surge no 32.º lugar e a SATA na 44.ª posição, numa lista liderada pela Singapore Airlines (Singapura), seguida pela Emirates (Emirados Árabes Unidos) e pela Cathay Pacific (China).

Is Portugal the Most Exciting Wine Place on the Planet Today?


It may well be. That’s why I moved there

Matt Kramer
Posted: March 18, 2014

PORTO, Portugal—If you’ve read my stuff over the years, you may recall that I like to dive into places that grip my wine imagination. So in the past I, and my wife, Karen, have lived in Buenos Aires, Melbourne, Venice and Piedmont for varying lengths of time, our minimum residence three months. If there’s a privilege to being a wine writer, this is it.
Deciding where to go is not an entirely rational thing. Although all sorts of places appeal, the decision to set up house elsewhere is fundamentally emotional. Something about the culture, the landscape, the people and, not least, the wine, has to exert a siren call, an irresistible pull.
That, in the proverbial nutshell, is what happened with Portugal. For all the time I’ve spent in Europe over the decades—we’ve bicycled for months at a time in France alone, never mind living for long stretches in Italy—I have to confess that we never bothered with Portugal. The wines, apart from Port, for so long seemed lackluster. You could taste the lack of ambition.
But in the course of tasting, I began to receive different messages in the bottle, as it were. Something seemed to be stirring, or so the wines suggested. So in the past year or so, we visited Portugal twice. I loved what we saw, who we met, what we ate and, above all, what I tasted.
So I began to investigate Portuguese wines more closely. What at first appeared promising—and extremely enjoyable—turned out to be nothing less than revolutionary. I came to what I freely confess is an emotional conclusion: Portugal is arguably the most exciting wine place on the planet today.
Now, whether that’s demonstrably, provably so is beside the point. It’s how I as a wine lover, a wine taster, a wine drinker, felt. And that’s all that matters for any of us, isn’t it?
“Let’s live in Portugal for a few months,” I proposed to my wife.
“Why not?” she agreeably replied.
So now, as I write this, we’re newly settled into pretty nice digs in the Ribeira district of Porto. (And, yes, everything about this jaunt is on my own dime, just in case you were wondering.)
Much as we enjoyed Lisbon, there was no question that for us Porto would be “home.” It’s just the right size (1.3 million people in the larger urban area); it’s an ancient city that has retained much of its architecture intact (the Ribeira zone where we live is a UNESCO World Heritage site); and not least, it’s the closest city to the great Douro wine region.
That last fact is not insignificant. In the same way that you’ve really got to see the Grand Canyon sometime before you die, the same—for wine lovers, anyway—applies to the Douro wine zone. It is, in a word, boggling. Really, I’ve never seen anything quite like it: more vast than I had imagined, more forbidding in its endless stone vineyard terraces, and just plain more improbable than any other wine area I’ve seen. I mean, what kind of a wine area has growers using dynamite just to create a hole in which to plant a grapevine? It’s scary beautiful.
And now it’s changing. The Douro has famously been consecrated for more than three centuries to just one wine: Port. But the past few decades have not been kind to the Port business. The modern mass palate turned away from it, although there’s still a sizable number of drinkers who enjoy at least a sip from time to time. Make no mistake: Port is hardly about to disappear.
That noted, there’s no question that the Douro zone is changing. One (rough) fact tells all: In the past 15 years or so, about half of the wine production from the larger Douro zone—an area that extends beyond the boundaries designated for Port production—is now table wine. That’s really incredible. I know of no other historically significant wine zone that has transformed to anywhere near that degree.
So I wanted to be close to the Douro action. The table wines emerging from the Douro can be thrilling. Many—most even—are still works in progress. After all, nobody knew how to make table wine in the Douro. But they’re learning mighty fast. The best wines are stunners, truly world-class in their originality, flavor distinction, character, depth and finesse.
The dry white Douro wines can be surprisingly compelling. It’s surprising because the place is take-your-breath-away hot in the summer. (One winegrower said to me: “The Douro is eight months of paradise and four months of hell.”) So how can the white wines be so crisply good? Elevation. The best whites come from old vines grown in elevations upwards of 2,000 feet.
So the Douro is mighty interesting. But it’s not the real reason why I’ve chosen to take time to live in Portugal. It’s because of the grapes. Portugal is home to a dazzling number of indigenous grape varieties that create wines of supreme originality. You’re looking at red grapes such as Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Roriz, Baga and hundreds of others, and white grapes such as Arinto, Viosinho, Rabigato, Códega do Larinho and Gouveio, among many others.
Until very recently, the Portuguese did a pretty poor job with this patrimony. Too often the wines were dirty-tasting, from old, unclean barrels. The winemaking was crude, the ambition for greatness non-existent.
No more. Portugal is now gushing with stunning wines—and yes, stunning deals. Call me a value hound, but except for a tiny handful of reach-for-the-sky wines (and every wine nation needs those, too), Portugal very likely now offers some of the greatest wine values on the market today. The reason is easily grasped: Portugal’s achievement is still recent, and the word hasn’t quite made the rounds.
That’s why I’m here. And that’s why you’ll be hearing yet more. (And no, we don’t have a guest room.)

terça-feira, 18 de março de 2014

Someone named Lisbon! I'm watching the Mentalist

Teresa Lisbon is a fictional character on the CBS crime drama The Mentalist, portrayed by Robin Tunney. Lisbon is a former senior agent and leader of the "Serious Crimes Unit" for the California Bureau of Investigation (CBI). After leaving the CBI, she served as a sheriff for a small town in Washington state, but left that position to join the FBI.

Concerto "Remember Cascais 2014" em Junho.


Kim Wilde, Rick Astley e Lena d'Água integram festival

por Lusa, texto publicado por Paula MouratoHoje
Kim Wild
Kim Wild
O festival ERP Remember Cascais, dedicado à música que fez sucesso nos anos 1980, mudou-se de setembro para junho e contará este ano com artistas como Kim Wilde, Rick Astley e Lena d'Água, foi ontem anunciado.
A terceira edição do festival decorrerá nos dias 13 e 14 de junho no Hipódromo de Cascais e integrará também no cartaz as Bananarama, o cantor Billy Ocean e um tributo ao músico Barry White, segundo a organização.
Kim Wilde, hoje com 53 anos, artista da pop eletrónica britânica dos anos 1980, fez sucesso sobretudo com o primeiro single, "Kids in America". A carreira contou com mais de uma dezena de álbuns e uma pausa sabática para a cantora se dedicar à maternidade e à jardinagem.
A cantora atuou em Portugal em 2009, tal como o inglês Rick Astley, autor do êxito "Never gonna give you up" e que recuperou a carreira na música na viragem do milénio.
Em Cascais estará também a cantora portuguesa Lena d'Água, antiga vocalista do grupo rock progressivo Beatnicks e do grupo pop Salada de Frutas que gravou com os Petrus Castrus e os Atlântida e que editou a solo desde os anos 1980 até à atualidade.
Lena d'Água apresentar-se-á com os Rock'n'Roll Station, formados por João Guincho (guitarras), Paulo Franco (baixo) e Pedro Cação (bateria).

segunda-feira, 17 de março de 2014

Os preços dos hoteis em Cascais até são muito razoáveis. Vejam só alguns preços do Epic Sana, de Luanda

O turismo em Portugal está a aumentar e eu estou a confirmar este facto. Também confirmo que os preços praticados nos nossos hotéis são aceitáveis.
Estando a  viajar em Angola, entrei no Hotel Epic Sana ( 5 star) , no centro de Luanda. Tem um linda vista sobre a baía e o serviço é bom. Os clientes são empresários e vive-se um ambiente de negócios.
Estava tão confortável que decidi tomar uma refeição ligeira. Ligeira em tudo menos  no preço.
Fica registado como um record pessoal, pagar 31,00USD por uma Club Sandwich, 35,00 USD por um hamburguer no pão e 6,00USD por cada água tónica.

No restaurante, a carta de vinhos é excelente e cada refeição é uma verdadeira fortuna.
Vou gostar de regressar a Cascais, para poder disfrutar do serviço de hotéis a preços mais "deste mundo".

quarta-feira, 12 de março de 2014

Todos para o Estoril!!!

11.03.2014 - Por Fora de Série, às 15:28
A noite de hoje, 12 de Março, leva até ao Douro e Minho. O Buffet Clube IN, do Casino Estoril, propõe um jantar dedicado à gastronomia da região, que inclui algumas especialidades com tradição. Do Caldo verde à Minhota, passando pelo Bacalhau à Gomes de Sá, Arroz de Lampreia, Cabrito assado no forno; pratos frios que incluem enchidos da zona, saladas e compotas; doces tradicionais e frutas; e vinho da região, como não poderia deixar de ser. Das 19h30 às 23h00, com um custo de 15 euros por pessoa. CSB

terça-feira, 11 de março de 2014

8 Reasons to Go to Portugal Now


Posted by Anja Mutic on March 11, 2013 at 11:15:33 AM EDT | Post a Comment
The recession and rising unemployment may be grabbing the headlines in Portugal but, for visitors, there is much to lift the spirits. A wave of recent openings around the country present a great set of reasons to visit Portugal now. We've handpicked the cream of the crop: from the fresh urban delights of Lisbon to rural retreats in the country's south and the north.
lisbon-terreiro.jpg Let's start in Lisbon, the country's capital. In mid-2012, the city's main square, Terreiro do Paço, was unveiled in all its restored glory. This grand riverfront square now has a brand-new cultural center alongside a string of restaurants, bars and shops. Highlights include the Beer Museum, which explains the A-Z of the brewing cycle (tastings included) and the Lisbon Story Center, a high-tech interactive exhibit that in 60 minutes portrays the dramatic history of Lisbon throughout centuries, including the 1755 earthquake that nearly flattened the city.
Lisbon's multicultural tapestry gets a nod with the "fusion market" at Martim Moniz square, which lies at the heart of Mouraria, the city's melting pot that lay long neglected and run-down. That changed in summer 2012 with the opening of an intercultural market. The square now features food kiosks that serve dishes from around the world, from Angola to Goa, as well as live music shows and cultural performances.
Lisboa_Carmo_Hotel.jpg A spate of new hotels perked up Lisbon's lodging scene, too. The standout is Lisboa Carmo Hotel, a 45-room boutique hideaway on leafy Largo do Carmo square in the chic Chiado district. The highlight: its great blend of classic and mod, and a distinct sense of place—you never forget you're in Lisbon. The long-time favorite, Heritage Av Liberdade Hotel, never gets old; this intimate pied-a-terre hidden behind the blue façade of a restored 18th-century building on elegant Avenida da Liberdade touts original ironwork shutters and stunner vistas from the rooms.
alentejo-portugal.jpg Other corners of Portugal offer reasons aplenty to venture beyond the country's capital. Head east to the agricultural province of Alentejo and, 68 miles from Lisbon, you'll find Villa Extramuros, a five-room countryside newcomer sporting five minimalist rooms in a bleached-white villa with a sun-lit inner patio and an infinity-edge pool among olive groves. Spend a few days taking in the intimate world of high design with a low-key vibe, and then explore the neighboring World Heritage Site town of Évora, take in tastings at nearby wine estates, sail on Lake Alqueva, and roam the medieval village of Arraiolos.
rota-vicentina2.jpg In the country's southwest lies Portugal's newest hiking path, Rota Vicentina, now in its final stages of completion. The route traces the wild and preserved coastline between the city of Santiago do Cacém in the north and the Cape of St Vincent in the south. The Vicentine trail totals more than 200 miles, following a route used by shepherds and fishermen to journey the southwest coast of Alentejo and the western Algarve. Visitors can now follow in their footsteps, choosing a hike along the Historical Way, through cork forests, farmlands, and heather fields, or the Fisherman's Trail, along the rugged coastline dotted with dramatic limestone cliffs. The entire Rota Vicentina takes in over 30 inns and lodges, a clutch of restaurants serving local specialties, and a number of activities and attractions that hikers can experience along the way. All are grouped under Casas Brancas, a non-profit sustainable tourism association with strong links to local communities.
FazendaNovaRooms-10.jpg Eastern Algarve offers another new reason to visit Portugal's south: the fall 2012 opening of Fazenda Nova, a gorgeous country inn near the historic coastal town of Tavira. The interiors are decked out with flea market finds scoured on the owners' travels, while the ten suites have Balinese wooden beds, polished concrete bathrooms with rain-drencher showers, and private terraces. The artfully landscaped surroundings feature orchards, herb gardens, a maze of paths, and a swimming pool. Base yourself here and go antiquing in nearby towns and villages, hitting the local flea markets in Fuseta (first Sunday of every month), Quelfes (fourth Sunday), Faro (second Saturday), and Tavira (first & last Saturday).
With the south under your belt, follow your star up north: the new Cooking & Nature Emotional Hotel, a whimsical inn in rural Alvados valley, within Serras de Aire e Candeeiros Natural Park. Food, fun, and nature are the inspiration behind this concept hotel among olive groves, forests, and farmlands. Each of the 12 rooms calls on a different fantasy: from an African safari to channeling Marie Antoinette with classic chandeliers and rose pinks. The highlight is the option to cook your own dinner: the staff will do the prep and the dishes; you cook up the feast using mostly ingredients from the hotel's gardens or the village. Outdoorsy types can do guided walks, bike, or horseback rides, and tours of nearby caves.
ponte-de-lima.jpg Finally, explore the far northern reaches of Portugal from the new base, Carmo's Boutique Hotel just outside the historic town of Ponte de Lima in the Minho region. Inside the two-wing structure clad in concrete and glass hides a casual and cozy retreat with an eclectic homespun décor, 15 rooms with canopied beds, a stellar restaurant, and a basement spa. But the main appeal lies in the attractions surrounding the hotel, from scenic walks or bike rides along the riverside path to exploring the trifecta of northern cities, all within a 90-minute radius: the cultural center of Guimarães, the ancient Braga, and Porto, Portugal's "other capital".
Good to Know: Trips to Portugal are an easy jaunt from Newark on TAP Portugal, the national carrier which has daily direct flights to Lisbon and three weekly to Porto in summer months; during the winter season, there are five weekly nonstop flights to Lisbon and twice a week to Porto. TAP Portugal also flies directly from Miami to Lisbon five times weekly in summer months and three times per week during winter.
Check out more from Anja on her website Ever the Nomad.

Por dia, 2 franceses compram casa em Portugal

Portugal vira paraíso fiscal para reformados franceses

A isenção fiscal para as pensões de reforma francesas é a principal atração do segundo salão do imobiliário português, que decorre em Paris até amanhã, domingo.
Daniel Ribeiro, correspondente em Paris
Os preços baixos do setor e os benefícios fiscais concedidos aos reformados franceses estão a atrair os parisienses ao salão imobiliário António Pedro Ferreira Os preços baixos do setor e os benefícios fiscais concedidos aos reformados franceses estão a atrair os parisienses ao salão imobiliário
Os reformados de França, sejam eles portugueses ou franceses, são o alvo central da segunda edição do salão do imobiliário e do turismo português, que decorre desde ontem no parque de exposições de Paris, na Porte de Versailles.
"Fizemos um grande esforço na promoção deste evento em França e notamos de facto um grande interesse da parte das pessoas que estão à beira da reforma, que querem aproveitar as oportunidades da nova Lei fiscal portuguesa, que lhes permite fugir completamente ao imposto sobre as suas pensões francesas de reforma", explica ao Expresso Carlos Vinhas Pereira, Presidente da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa (CCIFP).
No salão, estão presentes diversos promotores imobiliários portugueses. "As pessoas estão muito interessadas na compra de casas e apartamentos portugueses porque os preços estão muito baixos", acrescenta Vinhas Pereira.
Os preços baixos do setor, aliados aos benefícios fiscais concedidos aos reformados franceses, são de facto o principal motivo que está a atrair os parisienses ao salão. "Para fugirem ao imposto sobre os rendimentos das suas reformas francesas basta que os portugueses e os franceses nessa situação residam 183 dias por ano em Portugal, mesmo que não seja de forma consecutiva", explica o Presidente da CCIPF.  

"Cereja sobre o bolo"

"Portugal está a duas horas de avião de Paris, tem Sol, bom clima, belas praias e qualidade de vida, preços baratos na alimentação... e a desfiscalização das reformas é a cereja sobre o bolo para as pessoas que recebem uma pensão da França, porque elas vão conseguir, sem dúvida alguma, viver bem melhor em Portugal do que em França", acrescenta José Trovão, empresário e administrador da CCIPF.
O CCIPF considera ser este o momento ideal para promover os investimentos no imobiliário em Portugal. "Os franceses estavam habituados a efetuar investimentos deste género por exemplo na Tunísia e em Marrocos mas, devido aos problemas que esses países conhecem atualmente, Portugal deve aproveitar este trunfo", explica José Trovão.
No salão, são fornecidos conselhos jurídicos aos potenciais clientes e também a banca está presente. "Será agora necessário que, depois do salão, a oferta seja promovida em França, pelas autoridades portuguesas, de forma continuada e que não se fique apenas por este evento", diz ao Expresso Madalena de Sá da Bandeira, diretora do "departamento dos particulares" no Banco Espírito Santo.

Além das casas, o salão propõe igualmente ofertas turísticas em Portugal, com algumas novidades supreendentes, como por exemplo uma promoção do concelho da Golegã ou da alentejana Herdade da Bombeira, cujo stand é o único que oferece provas das suas melhores reservas de vinho e é, por isso, um dos mais concorridos do acontecimento

Ler mais:

domingo, 9 de março de 2014

Portuguese: 5th language of tweets

Virginie Sellier @virginies 18 min
On est peu de choses RT Languages of tweets: 34% English 16% Japanese 12% Spanish 8% Malay 6% Portuguese 6% Arabic 2% French

sexta-feira, 7 de março de 2014

A primavera está a chegar! vamos passear em Cascais?

Quinta-feira, 6 de Março de 2014
06.03.2014 - Por Fora de Série, às 19:16
A arte vai tomar de assalto Cascais. É já a partir de amanhã, dia 8 de Março, na Cidadela, onde estarão reunidas seis galerias, nomeadamente a primeira “Raw Art” em Portugal, seis ‘open studios’ e seis quartos de autor. À disposição de todos estará um ‘Art concierge’ pronto a dar informações sobre obras, artistas, locais e calendário de exposições e eventos.
Inserida nos muros da histórica Fortaleza – originalmente construída no século XVI e utilizada como residência real a partir de 1870, local onde a Família Real Portuguesa se estreou na praia – a Pousada de Cascais Cidadela Historic Hotel & Art District inclui-se no evento. Entre 7 e 9 de Março, propõe duas noites de alojamento, um jantar exclusivo com os artistas e a possibilidade de assistir à inauguração das exposições patentes no espaço da Cidadela. Mais uma massagem relaxante no Magic Spa by Pestana, para duas pessoas por 300 euros. O Grupo Pestana, proprietário da Pousada, convidou ainda os artistas residentes Duarte Amaral Netto, Susana Anágua, Pedro Matos, Paulo Brighenti, Bruno Pereira e Paulo Arraiano a criar quartos de autor onde é possível descobrir o universo artístico de cada um deles.
Hotel de luxo e membro da rede “The Leading Hotels of The World”, a Pousada de Cascais torna-se a primeira unidade hoteleira da Europa a ter um “Art District”. Recentemente, foi também destacado pelo Wall Street Jornal. CSB

quinta-feira, 6 de março de 2014

Em Angola, onde se encontram os amigos agrónomos João Afonso e José Eduardo Agualusa.

"Sangue Bom" da lusofonia em música de João Afonso

por Paula MouratoHoje1 comentário
"Sangue Bom" da lusofonia em música de João Afonso
Depois de "Outra Vida", João Afonso tem novo trabalho discográfico que diz ser uma viagem à infância em África. Conta com poemas de Mia Couto e José Eduardo Agualusa
Ao juntar no mesmo disco dois amigos escritores - o moçambicano Mia Couto e o angolano José Eduardo Agualusa, autores das letras -, o músico João Afonso inscreve-nos, enquanto ouvintes, num processo de observação da memória africana e do território dos afetos. Da sensibilidade dessa amizade a três, nasceu Sangue Bom que obedece a uma lógica de viagem pela lusofonia, num contexto poético contra a discriminação e preconceito.
É um álbum "direcionado e alegre", apesar de uma ou outra canção de desamor soar quase tristonha. São 14 temas de "amizade, fraternidade e contos sobre o paradigma perdido da infância. São afirmações com melodia de uma identidade lusófona... um domínio de afetos humanos musicais entre Portugal, Moçambique e Angola", explica João Afonso ao DN.
Admitindo que até ler Raiz de Orvalho desconhecia o lado poético do escritor moçambicano, João Afonso conta que Sangue Bom é o resultado de um desafio "feito há muitos anos por Mia Couto, em Tondela". Mais tarde, depois de começar a "musicar" com ele, José Eduardo Agualusa deu-lhe um caderno de poemas. Depois foram "cozinhando um trabalho que, pela primeira vez, antes de ser feito já tinha um conceito", continua. O processo de construção do disco - lançado no dia 10 de fevereiro - foi lento, sem pressões.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Fartos deste mau tempo!

Forte agitação marítima faz um morto no Estoril

Current Time 1:09
Duration Time 2:15
Remaining Time -1:05
Loaded: 0%
Progress: 0%

A forte agitação marítima fez uma vítima mortal. Uma mulher foi arrastada por uma onda no Estoril. Em Sintra, na praia das Maçãs, as ondas derrubaram parte do muro de proteção e na Costa da Caparica, as ondas chegaram aos quatro metros.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Relax, after Carnival ....

Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014
18.02.2014 - Por Fora de Série, às 11:17
As quantidades não enganam: 16000 m2 de algodão (o equivalente a dois campos de futebol); 1250 m2 de tecido para as cabeceiras das camas; 376 candeeiros de mesa-de-cabeceira; 200 litros de tinta; ou 1800 metros de fita Led de iluminação. Estes são alguns dos números relativos aos materiais utilizados no ‘restyling’ do Hotel Quinta da Marinha Resort. Uma obra que implicou um investimento superior a um milhão de euros.
A remodelação começa na recepção, pela conjugação de peles claras com o cinzento do mármore de Cascais, os quadros de Ana Safer sobre a história do vinho português e a nova iluminação, que resultam num espaço com mais ‘glamour’.
Situado na zona de Cascais-Sintra, o Hotel de cinco estrelas, apresenta agora 188 quartos e 10 suites mais contemporâneas, enriquecidos com tonalidades mais claras e com maior conforto dado pelas roupas de cama com texturas volumosas.
O restaurante Rocca apresenta uma decoração mais marcante, dada pela paleta de azul das casas do Alentejo e do azul pacífico. A par da renovação, está a nova carta do ‘chef’ Fernando Monteiro onde reinam os sabores de norte a sul de Portugal, passando pelas ilhas. Há também o restaurante Five Pines, convertido em tons de madeira, indicado para refeições e festas de grupos. O hotel tem ainda dois bares, 11 salas de conferências, piscinas – exterior e interior –, ‘health club’ e um campo de golfe com 18 buracos. CSB

domingo, 2 de março de 2014

Em Maputo, com a simpatia vinda do Estoril - Restaurante Spazio

Restaurante Spazio (Maputo)
Filomena Cardinali com um grupo de convivas.

Podemos encontrar a simpatia do Estoril em Maputo. Filomena Cardinali e o marido são os responsáveis por um dos mais elegantes espaços de Maputo. O restaurante Spazio alia o acolhimento de excelência de Filomena com uma gastronomia de exceção. O sarapatel e as gambas com côco são deliciosas. A acompanhar, uma sangria de vinho branco. A noite quente de Maputo convida ao convívio com os amigos. Este espaço também tem salas  temáticas de grande beleza. Parabéns pela iniciativa, transportando para Maputo o glamour do Estoril , ( até o nome está ligado com um empreendimento do Estoril) . Recomenda-se. E depois, "bombar" no bar 1908 até ao amanhecer.....